21 de março de 2016

Levar a fama sem proveito

Durante a “posse”  de Lula (um arranjo para lhe conferir um salvo conduto), como ministro chefe da casa civil, a claque de “petralhas” especialmente convidada para o ato, em mais de uma oportunidade puxou o coro de “o povo não é bobo, fora a Rede Globo”.

O próprio ex-presidente em escutas telefônicas legais, porque devidamente amparados por autorização judicial, mais de uma vez, com interlocutores diversos, queixou-se da Globo (generalizando toda a rede de jornais, rádio e TV), assim como  a revista Veja, ser responsável por vazamentos.

Ou seja, Lula questiona as Organizações Globo e insinua que  seus veículos de comunicação  querem prejudica-lo, são oposição ao PT.

Repórteres da “Globo” são hostilizados pelos militantes de esquerda, que chegam até à agressões físicas.

Desde que numa atitude mesquinha, imediatista, interesseira, a Globo vendeu a alma ao diabo, repudiando seu passado de alinhamento com os governos militares, através de um malsinado editorial publicado em agosto de 2013 (leiam em http://oglobo.globo.com/brasil/apoio-editorial-ao-golpe-de-64-foi-um-erro-9771604) perdi todo o respeito pelos irmãos Marinho e os editores do matutino.

Um jornal isento, imparcial, é tão falso quanto uma cédula de três dólares. Jornal tem vida e tem espírito. Não pode vender sua alma. 

Tem que ser fiel aos seus princípios. Tem que ter personalidade. Não pode trair seus leitores.

Em outubro de 1984, o jornalista Roberto Marinho, presidente das organizações Globo fez publicar um editorial enaltecendo o papel dos militares que governaram o país e em 1964 nos tiraram da beira do abismo onde despencaríamos numa república sindicalista, em clara afronta as nossas tradições e vocação histórica.


Quando em 2013 os novos dirigentes da Rede Globo de comunicação, filhos do homem que deu impulso, tamanho e importância aos veículos do Grupo, e que ainda estão a frente dos negócios, rejeitaram o apoio dado aos governos militares, deram uma guinada em sua linha editorial  e ideológica, sem perceber (miopia acentuada) que estavam dando um tiro no pé. Vou além, um tiro no peito, que poderia ser mortal.

Alguns declararam que os Marinho cuspiram no prato em que comeram e engordaram. Leiam:
http://www.conversaafiada.com.br/pig/2013/09/01/globo-cospe-no-golpe-em-que-comeu-e-engordou

Não fora outros entes do Estado e uma enorme parcela da sociedade erguerem suas vozes contra a corrupção endêmica no governo, a partidarização das instituições (inclusive o judiciário), e o país estaria na direção de um socialismo bolivariano que poderia desaguar na estatização do próprio Sistema Globo de Comunicação.

Venderam, repito, a alma do Grupo, trocando-a por um punhado de moedas vindas dos cofres públicos em forma de anúncios institucionais de órgãos e empresas públicas. Quem sabe o órgão responsável fazendo vista grossa quanto à situação fiscal/tributária do Grupo? Ou beneficiando com empréstimos privilegiados do BNDES? Alguma coisa de podre havia, ou há, neste reino. Ninguém, no mundo dos negócios, troca de lado ou de direção sem receber pelo menos trinta dinheiros, desde  de Judas.

Lula, em alto e bom som, reclamou que na primeira denúncia contra ele, o MP e a Receita Federal abriram inquéritos e investigações  para apurar. Já com relação a algumas empresas, e citou explicitamente a “Globo”, a Receita Federal nada faz.

Ora, tirante o cantor e guitarrista de blues, Robert Johnson, morto em 1938, que teria feito um pacto com o demônio e se deu bem, não conheço outro caso de resultado positivo de venda da alma ao Diabo em troca de favores.

Eu deixei de respeitar as Organizações Globo, deixei de comprar seu jornal e a emissora de TV aqui em casa só é sintonizada quando minha mulher assiste novela (algumas realmente bem produzidas).

Escrevi criticando a postura deles, aqui neste espaço, e em muitas cartas para outros veículos. Para o próprio jornal “O Globo” remeti uma dezena de cartas censurando e lamentando. Acusei de terem ido para a cama com o PT ... e foram mesmo.

E agora? O que ocorre? Acabou o tesão? A contrapartida do governo minguou? Estão com receio e querem corrigir a bobagem que fizeram há três anos?

Estão levando a fama sem proveito?

Ou esta coisa da critica de Lula é mera peneira para camuflar (encobrir) a parceria com a Globo, a adesão dos seus veículos de comunicação ao socialismo moreno?

O fato, inconteste, é que os irmãos Marinho deram cobertura – até blindaram – o governo petista. Um governo incompetente e corrupto, sem projeto para o país; com projeto de perpetuação no poder a qualquer preço, sem limites, sem pudores, sem vergonha.

Quem não ouviu ou leu: “eles não sabem do que somos capazes”.

Agora sabemos.

Espero pelo menos um outro edital, desta feita lamentando o engajamento no projeto do partido que se revelou uma quadrilha, que dilapidava os cofres públicos. O Grupo Globo precisa se posicionar claramente, como fez ao se arrepender de colaborar com os militares.

E surgiu este viés crítico que tem, convenhamos, procedência:

video


Ou vai ficar rotulado de cúmplice do PT.

Notas do editor:
Se a Globo não tivesse se distanciado de sua linha jornalística, de defender a democracia verdadeira e combater os desvios  e excessos, o PT não teria se criado e virado um monstro.
A citação a “salvo conduto”, já havia sido feita pelo autor antes do ministro Gilmar Mendes tê-lo feito em sua recente decisão no STF, apreciando Mandado de Segurança contra a posse de Lula, na Casa Civil.
Ver em comentário ao post de 16 do corrente:
http://jorgecarrano.blogspot.com.br/2016/03/morte-cerebral-da-presidente.html?showComment=1458402808245#c8472177351855421237


5 comentários:

Jorge Carrano disse...

A família Mesquita (O Estado de São Paulo) é mais tradionalista, mais corajosa, mais coerente e mais independente (menos interesses comerciais).
Assume papel liberal, capitalista.
Embora dê emprego a socialistas e espaço em suas páginas para opiniões contrárias, tem uma linha editorial (filosófica) conhecida.
E por mim aplaudida.
E a equipe de colaboradores/redatores/cronistas, é de primeira linha.
Ótimo jornal.

Ana Maria disse...

Ora, ora, quem diria. Vc e o Lula compartilham do mesmo repúdio.

Jorge Carrano disse...

Não fui eu que mudei. Foi a GLOBO em 2013.

Jorge Carrano disse...

Rede Globo tem queda acentuada de receita oriunda do governo federal:

http://fernandorodrigues.blogosfera.uol.com.br/2016/07/06/governo-cortou-r-206-milhoes-em-publicidade-da-tv-globo-em-2015/

Jorge Carrano disse...

Olha no que deu a conivência da Globo com a roubalheira do PT, na Petrobrás e no Grupo JBS: uma das maiores e piores crises econômicas do país, por causa da corrupção desenfreada. E a Globo na cama com o PT de Lula e Dilma.

https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2017/06/27/celeiro-de-atores-malhacao-tem-salarios-achatados-nos-ultimos-7-anos.htm