31 de outubro de 2014

Ministério de Dilma – 2º mandato

Da mesma forma que ousei e me aventurei na montagem de um ministério para a hipótese de Aécio Neves ser eleito, arrisco agora a indicação de alguns nomes para composição do novo ministério de Dilma Rousseff.

São, atualmente, 39. Não tenho ideia de quantos serão. Mas alguns nomes serão muitos fortes. 

José Dirceu, que já obteve progressão de regime e cumprirá o restante da pena em sua residência, poderá ser, de novo, Ministro da Casa Civil.

Alexandre Padilha, terceiro colocado na eleição para o governo de São Paulo, tem tudo para voltar a ser Ministro da Saúde. Estará mais experiente?

Como Tarso Genro também perdeu a reeleição para o governo do Rio Grande do Sul; estando desempregado, é um bom nome para o Ministério da Justiça.

Nós, cariocas, teremos três nomes, candidatos potenciais para o ministério Dilma, em qualquer pasta  pois o critério do PT não é o do mérito, do preparo, da experiência,  e sim o da vinculação ao partido.

Portanto os também perdedores Crivela, Garotinho e Lindberg, todos engajados na campanha do PT no segundo turno, são nomes disponíveis. Crivela pode continuar - já foi -  cuidando da pesca ... das almas. Como de peixe mesmo nada entende, é capaz de incentivar a pesca e consumo do baiacu. E envenenar muito beneficiário do bolsa família.

Mantega tem que ser remanejado, porque foi tão incompetente que mesmo sua lealdade e vinculação ao partido não serão suficientes para mantê-lo na área econômica. Mas desempregado não pode ficar. Que tal a presidência de uma estatal? A Petrobrás está acostumada com incompetentes.

Para o Ministério das Relações Exteriores não há nome mais indicado do que o do ex-presidente Lula. Tem ótimo trânsito com Obama, que, bem me lembro, disse que ele (Lula), era "o cara". Além do mais, se Fernando Henrique Cardoso foi chanceler porque Lula não pode ser. Lula fez quase tudo que Fernando Henrique, no governo.

É bem verdade que  Itamar Fanco não passou de embaixador na Itália, depois que deixou a presidência. A embaixada do Brasil na França viria a caráter para Lula, pois ficaria mais próximo do "Romanée Conti" que tanto aprecia.

Para o Ministério do Trabalho, duvido que tenha nome mais qualificado do que o do deputado Vicentinho. Foi líder sindical e da CUT.

Com essa equipe daremos um passo à frente... em direção ao abismo. Salve-se quem puder!!!

Agora falando sério: o PT dispõe de quadros qualificados para assumir posições estratégicas no governo? Profissionais que além da qualificação tenham ilibada conduta, não tenham antecedentes criminais e não roubem nem em jogo de biriba?

Cartas para a redação.

30 de outubro de 2014

O sofá e o Além



Por
RIVA






Ontem, uma 4ª feira linda e ensolarada no Rio de Janeiro. Muitos que aqui não vivem, ou que nunca vieram, imaginam e sonham com aquele Rio do Pão de Açúcar, do Corcovado, Copacabana e Ipanema, Maracanã, deve ser demais ......

E eu lá em Barros Filho, que se confunde com Costa Barros, Acari, Fazenda Botafogo, trancado dentro da fábrica onde trabalho, portões lacrados, e as balas voando para todo lado lá fora. Isso às 16h de uma linda 4ª feira ensolarada no Rio de Janeiro. Um Rio que muitos não conhecem, e irreconhecível para aqueles que conhecem

Impressionante a fuzilaria, com armas automáticas. E como um instinto de maldade mesmo, sem nenhuma lógica, atiraram contra a fábrica, que estava fora da linha de tiro entre as duas facções rivais. Maldade pura.

Impressiona também a postura e atitude daqueles que, diferente de mim, estão acostumados ao cenário e dizem tranquilamente : “Calma, vamos ficar aqui quietos porque daqui a pouco acalma.” E acalmou mesmo. Às 17h, saí tranquilamente pelo portão da fábrica em “segurança”, rumo à Linha Amarela (vou por dentro atravessando Coelho Neto, Vicente de Carvalho, Ihaúma e outros bairros) até o encontro com a Avenida Brasil.

Só que aí começa um outro drama .... o engarrafamento diário da Ponte Rio-Niterói, imprevisível em termos de tempo de travessia. Na ida posso levar de 15 a 25 minutos, mas na volta, todo dia, é no mínimo 45 minutos, em 1ª e 2ª marchas no carro. Caótico ! Já levei 3 horas da Barra até Icaraí, em casa.

Na última 6ª feira, saí da Barra – onde fica o escritório da empresa onde trabalho – às 13h, e qual não foi minha surpresa ao me deparar com um mega engarrafamento na Ponte, àquela hora. Inacreditável !

O pior nessa estória toda é que a gente vai se acostumando, aos poucos, igual siri na lata cozinhando. Olha em volta, companheiros de engarrafamento por todo lado, um Led Zeppelin rolando no player do carro, um pacote de biscoitos estratégicos, e vamos em frente ......


Não sei o que fazer .... as oportunidades de trabalho são quase todas na Barra ou na Zona Oeste do belo e ensolarado Rio de Janeiro. E mesmo que fosse no Centro, o ir e vir para quem mora em Niterói é caótico – barcas, catamarãs das Charitas caríssimos, ônibus pela Ponte.

Não tem solução a médio prazo. Talvez a longo, mas muito longo prazo mesmo, o que provavelmente não irei usufruir ... ou por estar no sofá vendo TV ou por estar em outra, bem longe .....





29 de outubro de 2014

Burrice e ignorância são coisas diferentes

Leiam a crônica de ontem, dia 28,  de autoria do Arnaldo Jabor, publicada em "O Globo".

Transcrevo-a abaixo:

Burrice e ignorância
(Arnaldo Jabor)

"A burrice é diferente da ignorância. A ignorância é o desconhecimento dos fatos e das possibilidades. A burrice é uma força da natureza (Nelson Rodrigues).

A ignorância quer aprender. A burrice acha que já sabe. A burrice, antes de tudo, é uma couraça. A burrice é um mecanismo de defesa. O burro detesta a dúvida e se fecha.

O ignorante se abre e o burro esperto aproveita. A ignorância do povo brasileiro foi planejada desde a colônia. Até o século XIX era proibido publicar livros sem licença da Igreja ou do governo.

A burrice tem avançado muito; a burrice ganhou status de sabedoria, porque com o mundo muito complexo, os burros anseiam por um simplismo salvador.

Os grandes burros têm uma confiança em si que os ignorantes não têm. Os ignorantes, coitados, são trêmulos, nervosos, humildemente obedecem a ordens, porque pensam que são burros, mas não são; se bem que os burros de carteirinha estimulam esse complexo de inferioridade.

A ignorância é muito lucrativa para os burros poderosos. Os burros são potentes, militantes, têm fé em si mesmos e têm a ousadia que os inteligentes não têm. Na percentagem de cérebros, eles têm uma grande parcela na liderança do país. No caso da política, a ignorância forma um contingente imenso de eleitores, e sua ignorância é cultivada como flores preciosas pelos donos do poder. Quanto mais ignorantes melhor. Já pensaram se a ignorância diminuísse, se os ignorantes fossem educados? Que fariam os senhores feudais do Nordeste em cidades tomadas como Murici ou o município rebatizado de cidade Edson Lobão, antiga Ribeirinha?

A ignorância do povo é um tesouro; lá, são recrutados os utilíssimos “laranjas” para a boa circulação das verbas tiradas dos fundos de pensão e empresas públicas.

Como é o “design” da burrice? A burrice é o bloqueio de qualquer dúvida de fora para dentro, é uma escuridão interna desejada, é o ódio a qualquer diferença, a qualquer luz que possa clarear a deliciosa sombra onde vivem.

O burro é sempre igual a si mesmo, a burrice é eterna como a Pedra da Gávea (NR). De certa forma eu invejo os burros. Como é seu mundo? Seu mundo é doce e uno, é uma coisa só. O burro sofre menos, encastela-se numa só ideia e fica ali, no conforto, feliz com suas certezas. O burro é mais feliz.

A burrice não é democrática, porque a democracia tem vozes divergentes, instila dúvidas e o burro não tem ouvidos. O verdadeiro burro é surdo. E autoritário: quer enfiar burrices à força na cabeça dos ignorantes. O sujeito pode ser culto e burro. Quantos filósofos sabem tudo de Hegel ou Espinoza e são bestas quadradas? Seu mundo tem três ou quatro verdades que ele chupa como picolés. O burro dorme bem e não tem inveja do inteligente, porque ele “é” o inteligente.

Mesmo inconscientemente, aqui e lá fora, a sociedade está faminta de algum tipo de autoritarismo. A democracia é mais lenta que regimes autoritários. Sente-se um vazio com a democracia — ela decepciona um pouco as massas. Assim, apelos populistas, a invenção de “inimigos” do povo, divisão entre “bons” e “maus” surtem efeito. Surge, na política, a restauração alegre da burrice. Isso é internacional. Bush se orgulhava de sua burrice. Uma vez ele disse em Yale: “Eu sou a prova de que os maus estudantes podem ser presidentes dos USA”. E, aí, invadiu o Iraque e escangalhou o Ocidente. E está impune, quando deveria estar em cana perpétua. Aqui, também assistimos à vitória da testa curta, o triunfo das toupeiras.

O bom asno é sempre bem-vindo, enquanto o “pernóstico” inteligente é olhado de esguelha. A burrice organiza o mundo: princípio, meio e fim. A burrice dá mais ibope, é mais fácil de entender. A burrice dá mais dinheiro; é mais “comercial”.

Em nossa cultura, achamos que há algo de sagrado na ignorância dos pobres, uma “sabedoria” que pode desmascarar a mentira “inteligente” do mundo. Só os pobres de espírito verão a Deus, reza nossa tradição. Existe na base do populismo brasileiro uma crença lusitana, contrarreformista, de que a pobreza é a moradia da verdade.

No Brasil, há uma grande fome de “regressismo,” de voltar para a “taba” ou para o casebre com farinha, paçoca e violinha. E daí viria a solidariedade, a paz, num doce rebanho político que deteria a marcha das coisas do mundo, do mercado voraz, das pestes e, claro, dos “canalhas” neoliberais. É a utopia de cabeça para baixo, o culto populista da marcha à ré.

Nosso grande crítico literário Agripino Grieco tinha frases perfeitas sobre os burros. “A burrice é contagiosa; o talento não” ou “Para os burros, o ‘etc’ é uma comodidade...” ou “Ele não tem ouvidos, tem orelhas e dava a impressão de tornar inteligente todos os que se avizinhavam dele”, “Passou a vida correndo atrás de uma idéia, mas não conseguiu alcançá-la”, “Ele é mais mentiroso que elogio de epitáfio”, “No dia em que ele tiver uma idéia, morrerá de apoplexia fulminante”.

Vi na TV um daqueles bispos de Jesus, de terno e gravata, clamando para uma multidão de fiéis: “Não tenham pensamentos livres; o Diabo é que os inventa!”. Entendi que a liberdade é uma tortura para desamparados. Inteligência é chata; traz angústia, com seus labirintos. Inteligência nos desorganiza; burrice consola. A burrice é a ignorância ativa, é a ignorância com fome de sentido.

Nosso futuro será pautado pelos burros espertos, manipulando os pobres ignorantes. Nosso futuro está sendo determinado pelos burros da elite intelectual numa fervorosa aliança com os analfabetos.

Como disse acima, a liberdade é chata, dá angústia. A burrice tem a “vantagem“ de “explicar” o mundo. O diabo é que a burrice no poder chama-se “fascismo”."

27 de outubro de 2014

Frases para o dia seguinte


“Se os porcos pudessem votar, o homem com o balde seria eleito sempre, não importa quantos porcos ele já tenha abatido no recinto ao lado.” Orson Scott Card

“Quando o povo descobrir que pode votar por dinheiro, isso marcará o fim da República”. Benjamin Franklin

“Uma democracia não pode existir como uma forma permanente de governo. Só pode existir até os eleitores descobrirem que podem votar por uma fatia cada vez maior do Tesouro Público. Daí em diante, a maioria sempre votará nos candidatos que lhes prometam o máximo de benefícios. Como resultado de políticas fiscais frouxas, a democracia desmoronará, dando lugar a uma ditadura”. Sir Alex Fraser Tytler
Sir Alex Fraser  Tytler
(Lord Woodhouselee)

Na Wikipédia:
Orson Scott Card (24 de agosto de 1951RichlandWashington), é um escritor de ficção científica e fantasia norte-americano.Foi o primeiro escritor a receber o prêmio Hugo e Nebula por dois anos consecutivos, graças aos seus romances da série EnderO Jogo do Exterminador e Orador dos Mortos.Card é também conhecido pela novelização do filme "O Segredo do Abismo", de James Cameron.Orson morou no Brasil por dois anos quando era missionário voluntário da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Orson Scott Card


Sugestão da vereadora potiguar Eleika Bezerra, no Facebook. Vejam a divisão proposta. Faz sentido.


Matéria completa em: http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/eleicoes/2014/noticia/2014/10/no-rn-vereadora-sugere-divisao-entre-brasil-e-nova-cuba-no-facebook.html

O que tenho a dizer

Imagino que algumas pessoas que acompanham este blog e sabem do meu engajamento na campanha contra o PT, que nada tinha de favorável a Aécio Neves, estão querendo ver minha cara de derrotado, decepcionado e sem ter o que dizer.

Mas eu tenho o que escrever. Acho que o país perdeu uma oportunidade de mudar de rumo. Caminhamos para um modelo político/ideológico que contraria nossa índole. Os moradores do norte/nordeste que sufragaram o nome de Dilma não fazem ideia do que lhes oferecerá o futuro.

Eu estou mais para lá do que para cá, com 74 anos de idade, e a probabilidade de viver num regime socialista nos moldes que o PT pretende implantar, são remotíssimas. Vá lá, muito remotas.

Agora os desabafos.

Para minha enorme decepção muitas pessoas que conheço e que de certa forma convivem comigo, mais próximas ou mais remotamente, se acovardaram. Não botaram, como eu botei o tempo todo, a cara lavada assumindo uma posição firme contra a reeleição de Dilma.

Diziam, a boca pequena, ser contra o governo corrupto, mas no fundo queriam a continuidade. As razões são as mais variadas. Os filhos, nas escolas e nas faculdade, sofreram lavagem mental e acabaram por influenciar os pais que, na maioria dos casos, são alienados políticos. Como toda uma geração que se acomodou.

Outros não assumiram com medo de perder, ou algum parente, a boquinha que tem no serviço público ou  nas empresas e bancos estatais agora partidarizados.

Eu sei quem são eles e tenho pena. Sim, meu sentimento em relação a estas pessoas é de piedade. Repito o que já transcrevi neste espaço virtual, socorrendo-me em Dante: "Este lugar, o mais horrendo e ardente do inferno, etá reservado para aqueles que, em tempos de crise moral, optaram pela neutralidade".

Bem, tem o pessoal do norte/nordeste, regiões em que Dilma ganhou disparada. Como algumas pessoas já disseram aqui no blog, em outras oportunidades, se o Brasil fosse dividido no sentido leste/oeste, horizontalmente, a partir do extremo norte do Estado do Rio, teríamos um pais de primeiro mundo no sul e um pais subdesenvolvido no norte.

E é este hipotético país, ao norte, que garante aos governos populistas, que oferecem bolsas disso e daquilo, sem mover uma palha, sem estabelecer um programa para tirar a população da linha da miséria ou da pobreza - para tira-los desta dependência - que elege o PT.

Melhorar a educação no país, principalmente nos estados mais pobres, é contra os interesses do PT, pois significa perder eleição.

Coisa mais ou menos como a Igreja fez muito tempo.

Para arrematar tem o seguinte, ser pobre e sem instrução é uma coisa, agora ser acomodado e mendigar é outra. Os nordestinos erraram e pode ser que não consigam resgatar a dignidade.

26 de outubro de 2014

Eros Grau ou Caio Fabio

Há muito tempo que a internet é infestada por texto apócrifos. Veríssimo e Jabour, para citar apenas dois, são vítimas destas falsidades ideológicas.

Alguns destes textos  atribuídos a famosos ou celebridades do mundo das letras ou das artes, são até bem escritos e lembram os estilos dos originais.

É crime?  É. Mas em muitos casos estes textos falsos encerram verdades eternas como diria Nelson Rodrigues.

Nunca fui muito alinhado com as posições do ex-ministro Eros Grau, quando integrava a mais alta corte de justiça do país. Mas isto não quer dizer rigorosamente coisa alguma, tenho consciência do fato.

Surpreendeu-me, entretanto, quando do lançamento de seu livro "Teu Nome será Sempre Alice e Outras Histórias", de conteúdo erótico, com descrição de cenas fortes de sexo.

Candidatou-se a uma cadeira na Academia Brasileira de Letras e foi derrotado. Mas não perdeu coisa alguma, se considerarmos que José Sarney ocupa uma das cadeiras. 

Esta semana colocaram na grande rede  um depoimento do pastor Caio Fabio, e que foi falsamente atribuído ao ex-ministro Eros Grau, já que ambos guardam uma certa semelhança física. Vejam a seguir:

Caio Fabio

Eros Grau
Claro que não apoio este tipo de artifício, de fraude, mas fiquei vivamente impressionado com a análise percuciente e com as previsões verossímeis que foram feitas em relação ao futuro do pais, governado mais quatro anos por Dilma. Se for (escrevo e publico antes da apuração dos votos).

Como Eros Grau foi nomeado para o STF por Lula e como foi filiado ao PCB, é claro que se o depoimento fosse dele repercutiria muito mais. Daí que alguém, aproveitando a semelhança física, aproveitou a fez a fraude.

Condeno o artifício, mas subscrevo na íntegra o que foi dito pelo pastor.

Acessem, vejam e ouçam:

25 de outubro de 2014

A sorte está lançada... e a última esperança também

Mais quatro anos no poder permitirão ao PT consolidar suas práticas que visam sua perpetuação no poder, que é o único objetivo deste partido. O projeto deles é o de manutenção do poder em suas mãos. A qualquer custo.

Aécio Neves é o candidato ideal para nos tirar deste acidentado caminho que nos levará ao perigoso achincalhe, fora de sintonia com o mundo civilizado, desenvolvido e democrático? 

Não sei, tenho dúvidas, mas não tenho qualquer uma de que mais um mandato de Dilma será suficiente para nos levar ao triste, bizarro e vergonhoso destino de transformação numa republiqueta de bananas. 

Tudo que estava ao meu alcance,  falar, escrever e fazer, eu fiz. Não me acovardei e nem me omiti.

Só me resta mais uma coisa a fazer: Comparecer na seção eleitoral no próximo domingo e apertando a tecla 45 confiar meu voto para Aécio Neves.

Se ele for eleito e me decepcionar, voltarei ao combate para ajudar a tira-lo do comando da nação.

Se ele não se eleger, pior para o país que terá perdido uma oportunidade de mudança.

24 de outubro de 2014

Carta de uma Juiza indignada

        De uma juíza federal que não perdeu a capacidade

        de se indignar

A divergência e o debate são comuns e saudáveis em uma democracia. Podemos discordar em muitos pontos, mas tenho certeza que concordamos nos principais valores básicos, essenciais à sociedade que sonhamos para o futuro.

Podemos discordar das privatizações, mas não precisamos aceitar que a roubalheira, o aparelhamento político e a incompetência tomem conta das nossas estatais.

Podemos admirar os programas sociais do PT, mas não precisamos aceitar um governo que mente descaradamente que seus adversários acabariam com eles em um óbvio terrorismo eleitoral.

Podemos não gostar dos EUA, mas não precisamos apoiar um governo que se alia as piores ditaduras do mundo e defende países terroristas.

Podemos não gostar da globo ou da veja, mas não precisamos de um governo que tenta controlar a imprensa.

Podemos não gostar do PSDB, mas não podemos aceitar um governo, que se dizia guardião da ética, viver mergulhado em escândalos diários, e se aliar e defender a escória da política nacional como Maluf, Collor, Renan, Sarney, Jáder Barbalho.

Podemos não gostar do Aécio, mas não podemos permitir que todas essa práticas sejam incentivadas, premiadas e perpetuadas.

Podemos querer outras alternativas,mas não podemos deixar no poder uma quadrilha cuja cúpula, mesmo presa na papuda, é tratada como heróis e continua filiada ao partido!

Não podemos deixar que continuem a sambar na nossa cara , infiltrando membros no STF para livrar seus pares, comprando o legislativo com mesadas, sangrando nosso país em benefício próprio e de ditaduras e pseudodemocracias. Se fizermos isso será um atestado de que somos tão sem-vergonhas quanto eles, que nada nos choca e tudo pode nessa terra porque não temos mais qualquer capacidade de indignação.

Se você não concorda com isso, é hora de mudar. Voto nulo, branco ou abstenção é o mesmo que endossar suas práticas.

É hora de união contra aqueles que tentam rachar o país, com um discurso irresponsável e preconceituoso de “nós” contra “eles”, “pobres” contra “ricos”, “negros” contra “brancos”, “povo” contra “elite branca”...

O sentimento não é meu, é de todo brasileiro que cansou e quer um país melhor. Eu votei no PT ao longo de toda a minha vida. Fui traída. PT nunca mais.

Dra Karla Maia, juíza federal.


Nota do editor: leia, também, no Facebook em https://pt-br.facebook.com/bolsonaro.enb/posts/322912611234703


23 de outubro de 2014

Piadas de e com políticos

Desde minha primeira infância ouço piadas sobre políticos. Algumas ainda estão em uso, recicladas, com mudança dos nomes dos personagens.

Exemplo: Dutra, o ex-presidente, numa viagem de avião, é informado pelo piloto de que estão voando a oito mil metros de altitude. Comenta o Marechal/presidente: eu sabia que o Brasil era grande, mas não sabia que era tão alto.

Vejam algumas que circulam nas redes. Algumas fraquinhas, outra mais bem boladas. E recicladas:

Na casa Branca:

Barak Obama, presidente dos USA e Gordon Brown, 1º Ministro Britânico, estão num  jantar na  Casa Branca.
     Um dos convidados aproxima-se deles e  pergunta:
     - De que é que estão conversando de forma tão animada?
     - Estamos fazendo planos para a
  "Terceira Guerra  Mundial", diz Brown.
     - Uau!, exclama o convidado. E quais são esses planos?
     - No Brasil, vamos matar 14 milhões de petistas e um torcedor do 
Vasco, responde Obama.
     - O convidado parece confuso e pergunta:
     - Um... torcedor do  
Vasco? Por que é que vão matar um torcedor do Vasco?
     Brown dá uma palmada nas costas de Obama e exclama:
     - Não te disse? Ninguém vai perguntar pelos 14 milhões de  petistas!


No Céu:
Um cidadão morreu e foi para o céu...
Enquanto estava em frente a São Pedro, nos Portões Celestiais , viu uma enorme parede com Relógios atrás dele.
Ele perguntou:
- O que são todos esses relógios?
 São Pedro respondeu:
 - São Relógios da Mentira. Todo mundo na Terra tem um Relógio da Mentira. Cada vez que você mente os ponteiros se movem mais rápido.
 - Oh!! - exclamou o cidadão- De quem é aquele relógio ali?
- É o de Madre Teresa. Os ponteiros nunca se moveram, indicando que ela nunca mentiu.
- E aquele, é de quem?
- É o de Abraham Lincoln. Os ponteiros só se moveram duas vezes, indicando que ele só mentiu duas vezes em toda a sua vida.
 - E o Relógio da Dilma Rousseff, também está aqui ?
- Ah! O da Dilma está na minha sala.
- Ué... espantou-se o cidadão! Por quê ?
E São Pedro, rindo, respondeu:
- ESTOU USANDO COMO VENTILADOR DE TETO.

Está certo, concordo, nem são tão criativas assim. Mas revelam o quanto o PT e a presidente estão com a imagem comprometida.

Nota do editor: Gordon Brown ainda era o Premier da Inglaterra. Eu avisei que era velha a piada.

22 de outubro de 2014

Joaninha americana

Segundo mensagem eletrônica recebida da Beth Paiva, nossa "correspondente" ad hoc nos Estados Unidos, a joaninha, este bichinho bonitinho da foto abaixo - tirada pelo confrade Carlos March (Freddy) - e já publicada aqui no blog, no post http://jorgecarrano.blogspot.com.br/2011/12/macro-foto.html, no estado americano da Carolina do Norte, onde é conhecida como "Lady Bugg", em determinada época do ano se reproduz aos milhares e se tornam uma verdadeira praga.

Vejam a joaninha na trepadeira de arco (na flor branca)

Invadem e infestam as residências, entrando pelas frestas impunimente, porque é proibido mata-las.

E atenção, cuidado com o que vai fazer lá. Observem a placa colocada na rodovia no trecho de entrada no Estado.


Nota do editor:
- foto da trepadeira, com a joaninha, do acervo do Carlos March (Freddy).
- foto da placa, enviada pela Beth Paiva.

20 de outubro de 2014

O ministério de Aécio Neves

Renato Mauricio Prado, jornalista e flamenguista (argh!!!) informou em sua coluna de domingo último que o jogador Romário teria sido convidado por Aécio Neves para assumir o Ministério do Esporte na hipótese dele  - Aécio - ser eleito presidente.

Consta que o agora senador leito pelo Estado do Rio de Janeiro declinou do convite pois teria outros projetos pessoais. Outras bandeiras pelas quais lutará.

De minha parte já sugeri aqui no blog o nome de Joaquim Barbosa para o Ministério da Justiça. Mesmo admitindo que o ex-ministro é um pouco destemperado e que  este ministério tem um pouco de componente político (ele tem pouco jogo de cintura), acho que precisaremos de gente corajosa para enfrentar os MSTs da vida, que tudo farão para desestabilizar o novo governo.



Ouso sugerir o nome de Drauzio Varela para o Ministério da Saúde. A formação dele em medicina o qualifica perfeitamente. Foi aprovado em segundo lugar na Universidade de São Paulo, já lecionou em faculdades de medicina e  é bom comunicador.

Tem obras publicadas, e seu livro "Estação Carandiru", um best-seller,  foi premiado com o Jabuti na categoria não-ficção. É um batalhador em boas causas.

Por fim, hoje, lanço o nome de José Serra para o Ministério do Planejamento. Dificilmente teremos nome mais qualificado. Economista respeitado, tem  a experiência de governar o maior estado da federação, foi parlamentar e ministro. Aliás quem me conhece sabe que o considero o melhor nome para exercer a Presidência da República. Lamentavelmente não se elegeu, porque como já decretou Pelé, o povo não sabe votar.

Acho que se o Aécio quiser poderá formar um ministério competente, selecionado por mérito e passado comprovado com bons trabalhos.

Não poderá descuidar dos ministérios militares. As forças armadas serão absolutamente importantes na defesa das instituições. Os petralhas e seus asseclas, que não têm limites e nem um mínimo resquício de escrúpulos darão trabalho.

Que os deuses nos protejam!!!

19 de outubro de 2014

Exemplos dos irmãos do norte

Noutro dia recebi, anexado a uma mensagem eletrônica, mais conhecida como e-mail, um vídeo de um banco canadense que numa ação de marketing bem bolada e desenvolvida com competência, surpreendeu alguns clientes presenteando-os com alguns mimos.

Algumas das surpresas eram personalíssimas, o que denotava que fizeram estudos prévios sobre hábitos, constituição da família e planos pessoais dos  clientes.

Agora, para escrever este post, fui ao Google em busca de confirmação e encontrei um link com a matéria. Está em http://promoview.com.br/mundo/412632-banco-td-canada-trust-emociona-os-seus-clientes/

Coisa de primeiro mundo. 

Hoje, ainda há pouco, recebi e-mail do Beth, nossa amiga (os frequentadores habituais deste espaço virtual a conhecem), com uma outra novidade lá pelas bandas do continente americano do norte, só que desta feita abaixo do Canadá.

Melhor do que minha narrativa, a mensagem da Beth (copy and paste) explica o porquê de minha estupefação. Leiam:

CARO CARRANO,
HOJE ACORDEI E PRECISAVA RESOLVER UNS ASSUNTOS BANCÁRIOS. E PARA O BANCO ME ENCAMINHEI.
OS PROBLEMAS FORAM ESCLARECIDOS E RESOLVIDOS, ETC, QUANDO ME DEI CONTA DE QUE ERA SÁBADO...
ENTÃO DESCOBRI QUE OS BANCOS NOS ESTADOS UNIDOS FUNCIONAM NORMALMENTE DE SEGUNDA A SÁBADO, E ALGUNS ABREM AOS DOMINGOS, QUANDO INSTALADOS EM AEROPORTOS ETC.
NÃO ESTOU COM TEMPO PARA ESCREVER NADA MAIS ELABORADO, MAS ACHEI INTERESSANTE CONTAR ISSO PARA VOCÊ E NOSSOS AMIGOS, EIS QUE NO BRASIL O POVO FAZ GREVE E RECLAMA QUANDO TRABALHA DE SEGUNDA A SEXTA... KKKK
PEQUENAS DIFERENÇAS QUE FAZEM DIFERENÇA.
UM BEIJO
BETH

Para os não iniciados, que estão aqui de passagem, informo que há alguns poucos meses a Elizabeth Paiva esta vivendo em Wichita, no estado do Kansas, nos USA.

O que impressiona é que no mundo civilizado os banqueiros ganham dinheiro atendendo as conveniências dos cidadãos e retribuindo com presentes a fidelidade. A ganância, componente presente na atuação dos bancos tupiniquins, por lá é mais moderada. E o mais importante, as taxas de juros são domadas e o papel principal dos bancos é financiar a economia: atividade rural, indústria e comércio.

Aqui a galinha dos ovos de ouro é financiar ao governo comprando títulos da dívida pública. Com as escorchantes taxas que todos conhecemos.

Nota do editor: no link colocado acima tem acesso ao vídeo, que está em inglês: os diálogos (máquina e cliente). Para quem tiver dificuldade com o idioma, posso enviar, por e-mail,  o vídeo com legendas em português.

18 de outubro de 2014

Lição de Dante

Em seu poema épico "A Divina Comédia, Dante Alighieri retrata o Inferno - o mundo inferior - como um reino complexo, povoado por "sombras". Lugar para inimigos, pusilânimes e covardes. E decreta com sabedoria irretorquível:

"Os lugares mais sombrios do inferno são reservados àqueles que se mantiveram neutros em tempos de crise moral."

Portanto assuma uma posição corajosa, seja fiel as suas convicções.

Compareça às urnas no dia 26 e ajude a por um fim no continuísmo do PT, com seu (des)governo que é um misto de incompetência com corrupção.

Eles nunca tiveram programa de governo, apenas de poder.

Chega, basta!!!

Nota do editor: leia (grátis) em eBook, esta obra clássica,  clicando:  http://www3.universia.com.br/conteudo/literatura/A_divina_comedia_de_dante_alighieri.pdf

15 de outubro de 2014

Isso explica a votação de Dilma no norte/nordeste

Prestem atenção nos percentuais correspondentes à parcela da população beneficiária do bolsa família, sem descontar as fraudes. Sim porque ninguém duvida das irregularidades que existem por falta de controle ou favorecimento pessoal.

No Maranhão, dos Sarney, por exemplo, 50% (cinquenta por cento) da população recebe o auxílio. Se metade da população não tem instrução e qualificação profissional para conseguir trabalho e/ou o estado não tem condições de gerar emprego, então as políticas educacionais e econômicas são um fracasso.

E são mesmo!!!


Quarenta e oito milhões de votos praticamente assegurados. Isto era chamado de curral eleitoral, nos tempos dos "coronéis" nordestinos.

Mas podemos chamar de compra de votos, que configuraria crime eleitoral. Combinado com chantagem financeira.

Não sou contra programas sociais. Sou contra o uso político dos recursos públicos.

Se Dilma dependesse de carisma pessoal ou competência administrativa, não seria eleita nem como Síndica de um prédio de três andares.

14 de outubro de 2014

CHEGA UMA HORA EM QUE .....






Por
RIVA








Isso mesmo ... chega uma hora na sua linha do tempo em que você não tolera mais certas coisas. Ou melhor, reavalia ...

Avalia tudo, se vale a pena ou não, sem loucuras claro, financeiras principalmente, mas avalia a qualidade das situações, reflete sobre o que você já fez, o que você já passou, mas quando era mais jovem, quando tudo era “desafio”, como se diz hoje nos ambientes corporativos, hipócritas.

Estou assim, e por isso tenho assinado “Riva Repensando” nos meus últimos comentários do blog. Explico ...

Depois de 5 meses sem trabalho, fui contratado para o desenvolvimento, implantação e implementação da Governança Corporativa numa empresa do ramo de óleo e gás.  Tenho que ir e voltar de carro, pois moro em Niterói, e a empresa fica em dois locais no Rio : Barra e Barros Filho (Acari, Fazenda Botafogo). Apenas de 75 a 100 km por dia.

Estava há 19 anos sem tirar o carro da garage para trabalhar, e estava os mesmos 19 anos com horário de entrada no trabalho à 9hs. Agora é às 7hs.
Alie-se a isso o fato da região da fábrica em Barros Filho ser extremamente perigosa, o que me faz chegar e sair em total estado de alerta, e não sair para almoçar e espairecer em algum shopping da região – levo marmita, como há 19 anos também.

Os engarrafamentos são diários, e com isso levo em média 1h para ir e 2hs ou mais na volta para casa. Na última 6ª feira foram 3 horas no retorno, dirigindo pelo menos 2h30min em 1ª e 2ª marchas no carro.


Não dá .... estou reavaliando perdas e danos, riscos do desemprego sem bola de cristal, mas não dá mais ... chego em casa hiper estressado, saio de casa pela manhã tenso, não relaxo no almoço. E isso na 3ª idade, depois de ter ralado por mais de 40 anos !! (comecei a trabalhar com 20 anos).

Engraçado como há alguns meses eu não aguentava mais o sufoco das Barcas, todos os dias ... era feliz e não sabia. Well, pelo menos tenho o apoio de todos aqui em casa, qualquer que seja a minha decisão. 

E vamos em frente, lutando para continuar tocando meu violão todos os dias com alegria, dormindo mais tarde vendo meus programas favoritos, navegando na web descansado, tendo tempo para ler descansado meus livros de cabeceira, em resumo, vivendo e trabalhando com alegria.

Grokando uma decisão, um novo caminho velho ....




13 de outubro de 2014

Niterói exemplo para o resto do país

Aqui em Niterói, cidade governada por um petista, Dilma ficou na terceira posição na preferência dos eleitores, segundo as urnas. Ela obteve, apenas, 28,54% dos votos válidos (78.036).

Em segundo lugar ficou Marina Silva, com 29,06 % (79.449). Ou seja, aqui Dilma não iria para o segundo turno. 

Este fato revela o bom senso, a lucidez, dos niteroienses. Aqui não tem bobo.

Aécio obteve 34,35% (93.929) dos votos válidos. 

Vamos agora rumo à vitória na certeza de que os eleitores de Marina, em sua maioria, farão opção por Aécio Neves no segundo turno.

Mais do que uma previsão isto é uma torcida.
                                                 

 No dia 26 próximo:    



   AÉCIO NEVES
            Nº 45

Nota do editor: números em  http://www.ofluminense.com.br/editorias/politica/na-contramao-do-estado-niteroi-prefere-o-psdb-na-presidencia

12 de outubro de 2014

ROCKET, TOMATO AND MOZZARELLINE TART




Por
Erika France














This is one of those ‘cleaning the fridge’ recipes.

I had some rocket, grape tomatoes and mozzarelline that needed to be used, otherwise they’d have to be trashed in the next few days.
I decided to make some pâte brisée to go with it and made two quantities to justify dirtying my food processor :) As I was making a small a tart, I used only half of one dough. I divided the remaining dough into 3 balls, wrapped them in cling film and put them in the freezer (it keeps well for up to 3 months).

ROCKET, TOMATO AND MOZZARELLINE TART

PÂTE BRISÉE
250g flour
pinch of salt
125g cold butter
1 egg
30ml cold water

METHOD
Put all the ingredients in a food processor and beat until it comes to a ball. Wrap in cling film and let it rest in fridge for at least 30 minutes.

FILLING
2 eggs
250ml cream
3 tbsp grated cheese
a pinch of nutmeg
salt to taste
rocket
grape tomatoes
mozzarelline
METHOD
Beat eggs, cream, cheese, salt and nutmeg together.
blind bake – brisée pastry
ASSEMBLING
Preheat oven to 210oC.
Roll out the dough on a floured surface and fit it to the bottom and sides of a quiche tin.
Blind bake it for 15 minutes.
Remove from the oven and turn the temperature down to 190oC.
Place rocket, tomatoes and mozzarelline inside the crust and cover them with the cream mixture.
Put it back in the oven for 30 minutes or until filling’s set and golden.



NOTES:

– Why is it important to rest the dough?  The protein in the flour (gluten) gets elastic when it is worked. So when you try to roll a dough that has not rested it keeps shrinking back.
– Why does the pastry shrink in the oven? Any protein shrinks under heat. Think about frying an egg. When you crack it into the pan it occupies a much larger area than after it’s cooked. The pastry is made with a few types of protein – gluten (flour), albumin (egg white) and others in smaller amounts – therefore it’s likely to shrink in the oven.



Nota do editor: republicado mediante autorização da autora. O original está em:
http://teawitherika.com/2014/09/29/rocket-tomato-and-mozzarelline-tart/