27 de maio de 2016

Comunismo regado a champanhe

Quando vejo nos noticiários televisivos e nas fotos dos jornais diários estes vândalos, baderneiros e trogloditas de esquerda, organizados em quadrilhas como MST, CUT et caterva, sinto muita saudade do comunismo ideológico, acadêmico e filosófico praticado por gente culta e de hábitos civilizados.

Tá certo, também os rotúlo de “esquerda caviar”, expressão que veio a substituir o “esquerda festiva“ do passado. Quase todos pessoas interessantes, inteligentes de boa conversa e ... inofensivos.

Não causam dano ao patrimônio público ou privado e como são bem-sucedidos em suas ocupações, são bons consumidores e alimentam a economia consumindo os produtos fabricados em países e sob regimes que condenam porque capitalistas.

Moram em boas casas, bebem uísque 12 anos, champanhe e bons vinhos, tudo sempre acompanhado de refinados acepipes como queijo brie, bolinhos de bacalhau, camarão empanado, patê de champanhe (você já comeu?) e refeições ligeiras como caldeirada de camarão e esfirras de salmão.

A descrição dos comes e bebes não é fruto de minha imaginação, está na matéria e na foto que a ilustra. 

Matéria escrita por Renato Lemos, ilustrada com foto de Simone Marinho e publicada na Revista O Globo, em 06.10.2013
Adoraria compartilhar a mesa destes comunistas  ideólogos e românticos, e participar de sua farras. Conversa agradável sobre futebol, cinema e música.

O Sergio Cabral, pai, por exemplo, conheci nas páginas do Pasquim e fiquei seu fã. Conhece como ninguém música popular, produziu shows, escreve a respeito com muita propriedade, uma simpatia.

O Ferreira Goulart, legítimo representante de nossa intelectualidade,  mais conhecido por sua literatura  em verso (que não é minha praia – prefiro a prosa), é culto e assim como o Sergio Cabral, torcedor do Vasco.

Por falar em Vasco da Gama,  a casa onde eles se reúnem, ou reuniam habitualmente, além de ser uma célula comunista, era também como uma sede de torcida organizada do Gigante da Colina.

Com efeito, Zelito Viana, anfitrião, na casa ampla e bonita que possui e onde  se reúnem estes esquerdistas simpáticos, é o pai do ator Marcos Palmeira, que é vascaíno e irmão de outro saudoso e ilustre torcedor do Expresso da Vitória: Chico Anysio.

Ah, esses comunistas são adoráveis; que Deus os conserve sempre bem-humorados, desfrutando dos prazeres da vida e combatendo, com palavras e não mais do que isso, o capitalismo, único regime que permite a todos, indiferentemente de raça, credo ou meio de origem, galgar degraus na escala social e conseguir sucesso, pelo mérito, no mundo político, acadêmico e científico.


Nota do autor: estou dando sequência a uma empreitada, iniciada há seis anos, de rever e descartar, se o caso, recortes de jornais e revistas, anotações, páginas de agendas antigas e outras velharias que conservo por razões emocionais e racionais. No curso desta tarefa acumulei mais coisas (como esta matéria) de forma que fica parecendo o "moto perpetuo", e vai se repetindo, e provavelmente não terá fim.

Em próximas postagens mais tolices e inutilidades que estou descartando ... ou não.

23 comentários:

Riva a 12º disse...

Aqui em Duas Pedras estamos com 12,8º às 9h da manhã. Chegou a 11º de madrugada.

Que tempos esses .... fazia-se política em alto nível ... no Twitter se escreve auto nível. TV ligada para ouvir algumas más notícias, e vejo FH sendo agraciado em Harvard. Brincadeira, hein, Brasil !! E mais de 50 milhões dando voto para Dilma.

Lembrando aquele circo vergonhoso na votação do impeachment da Desgraça. Que nível rastejante dos políticos de hoje, que comandam o país.

Estou lendo um livro sobre o dia a dia dos politicos da Suécia - moradia, o ir e vir ao trabalho, remuneração, responsabilidades, projetos, benefícios, etc. Impressionante. E consolida a certeza de que nossa cultura não nos permite ter um regime desses. Impossível. Questão de DNA.

O post me permite fazer uma analogia com o futebol, só para, as always, não deixar passar em branco : é o mesmo que comparar os radialistas, jornalistas e comentaristas esportivos de hoje com Nélson Rodrigues, Sandro Moreira, João Saldanha, Cozzy, Luís Mendes, Jorge Curi, Waldir Amaral, Scassa e outros.

(pano rápido)

PS: hoje vamos de Pensão da Mariquinha. Se você não conhece, precisa conhecer quando vier a Friburgo. É aquela comidinha caseira maravilhosa dos nossos avós.

Jorge Carrano disse...

O Riva citou o João Saldanha, outro comunista bem-sucedido, culto e inteligente, assim como outros não mencionados no post e que todo mundo admira por suas obras: Oscar Niemeyer e Jorge Amado.

Gente fina. Adotaram um comunismo de dar gosto.

Jorge Carrano disse...

Tem uma frase irônica, mordaz, do Salvador Dalí sobre Pablo Picasso, que bem define os comunistas não praticantes:
"Ele é espanhol como eu, artista como eu, e comunista ... como eu não sou."

Carlos Lopes disse...

Carrano: você não citou o Prestes, esse sim, verdadeiro comunista, seguidor dos ideais da Revolução de 1917 e, acima de tudo, um autêntico brasileiro. Sempre norteou sua vida em busca de um Brasil melhor, mais honesto, sem roubalheiras. Ele mesmo viveu modestamente, sem excessos, e quase sempre na clandestinidade, porque sempre perseguido pelos que detinham o poder. Por isso era chamado de "Cavaleiro da Esperança"...

Jorge Carrano disse...

Caro amigo Carlinhos,
O nome do Prestes foi omitido deliberadamente, porque como você mesmo acentuou, ele foi um autêntico comunista, com ideais, viveu modestamente e na clandestinidade, ao contrário de todos os outros citados que vivem ou viveram em vitrines, sob holofotes, e desfrutando de todos os prazeres e confortos que o dinheiro oferece.

Obrigado pela visita virtual e pelo comentário.

A propósito, quando iremos, de novo, nos encontrar?

Carlos Frederico disse...

Comunistas eu quero longe.
Comem criancinhas.
É que nem bandido: bom quando morto.

Eu tenho um viés socialista, mas nem de longe se compara a qualquer vertente comunista, fique bem claro. Defendo a existência de estado em alguns setores, mesmo os abertos à iniciativa privada. Tipo: um banco estatal, uma empresa de telecomunicações estatal, uma de energia estatal, várias de transporte estatais, e por aí vai. A iniciativa privada que corra atrás de ser melhor. E só lamento se a existência de estatal atrapalhar-lhes os planos capitalistas no setor escolhido.
Utopia?
Na prática sim, é utopia porque está mais que comprovado que os governos aparelham estatais e aí, meu caro, sem chance de dar certo... É onde me dano em meus argumentos...
=8-/

Jorge Carrano disse...

Estou com a impressão que entre tantas postagens tolas, sem sentido, mal redigidas, herméticas, que já perpetrei neste blog, esta é aquela na qual menos me fiz entender, a julgar pelos comentários que os poucos mas valiosos seguidores estão fazendo.

Muita sutileza ou faltou clareza?

Riva 20º disse...

Vou me abaixar .... vem bala perdida aí !! huahuashuhsuahuahuahuahuahuash (parafraseando a gargalhada da Kayla)

Carlos Frederico disse...

'Cê já sabe que precisa colocar bula nos posts...
<:O)

Jorge Carrano disse...

Não farei isso, Freddy, farei melhor. Vou colocar aviso, como fazem canais de TV por assinatura, em alguns filmes.
"O conteúdo deste post poderá ser ininteligível e/ou incompreensível para pessoas destituídas de percepção, sagacidade, perspicácia e mente aberta".

Não recomendado para cartesianos!

Carlos Frederico disse...

Não deixa de ser um aviso para os cartesianos ligarem um desconfiômetro de que algo existe por entre as mal traçadas linhas do texto...
<:o)

Riva disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKK esse Pub da Berê é sensacional mesmo !!

Aproveitando o embalo, sobre essa tragédia do estupro coletivo ... em cima da comoção causada por esses monstros, Temer determina que a PF tenha um departamento especial para violência contra as mulheres.

Só eu achei isso um marketing barato por parte do Planalto ? Julguem-me !!
Putz, abre então também um departamento na PF para violência contra crianças, idosos, animais em geral ....

A PF não precisa ter nada especial contra violência específica. Violência é contra TODOS, de qualquer natureza. A LEI, a JUSTIÇA é que tem que ser RIGOROSA, sabendo classificar o que é hediondo e o que não é. Punição exemplar.

Nesse caso absurdo, se não têm coragem de dar o merecido castigo a esses monstros, que terceirizem internacionalmente o julgamento e a execução da pena para crimes hediondos. No caso, pena de morte !

No Twitter, a confirmar, alguns já pariram dessa para outra. Boa viagem a todos os 30 !

Jorge Carrano disse...

Mudando de assunto.
Os comunistas de agora, incluindo os bolivarianos sem cultura, sem escrúpulos e sem caráter, são a favor de corrupção, de desvio de verbas públicas, dos assaltos aos cofres das estatais.
Isso fica claro quando a "intelectualidade" brasileira e artistas globais (do plimplim) manifestam-se a favor de Dilma e seu governo composto de LADRÕES (lato sensu).

Riva a 15º disse...

Teclado traíra !

Onde se lê pariram, leia-se partiram ... (pano rápido)

Carlos Frederico disse...

Concordo com a tese de marketing barato de Riva. A lei já existe, basta ser cumprida. En passant, que tal colocar os culpados pelo estupro coletivo em cela comum e fingir que não está vendo o que acontece dentro dela por uns dias? Hmmm?

Sobre os ladrões do Carrano, deixe-me acrescentar figuras de todos os partidos aos já conhecidos do PT. Se gritar "pega ladrão" na Câmara (quem sabe também no Senado), não fica um!

É reflexo da sociedade brasileira, de nossa cultura e educação. No meu entender, não tem mais jeito. Pudera eu cair fora daqui e não precisar voltar...

Jorge Carrano disse...

Freddy, de novo tenho que apartear para deixar consignado que me referi a uma situação específica, amplamente divulgada, notória, do apoio explícito em manifestações públicas, dos Chicos Buarques, Ticos Santa Cruzes, Josés de Abreu e outros, ao governo corrupto de Dilma.

Posição que é a mesma de alguns déspotas que estão a frente de países aqui deste continente, como os bolivarianos da Venezuela, Equador e Cuba, países falidos onde faltam comida e medicamentos, e sobram discursos demagógicos.

Não fiz referência ao amplo espectro da classe política porque nunca vi estes mesmos ditadores e "artistas" viciados em verbas públicas questionando e chamando de golpe o impeachment do Collor, por exemplo.

Nossa história registra casos, estes sim de golpes, porque usados mmeios não disciplinados na Constituição (como no caso Dilma).

Dois presidentes depostos por golpes, Washington Luís e Júlio Prestes, foram impedidos pelo mesmo motivo: a Revolução de 30.

Washington Luís foi deposto por uma Junta de militares e em seguida assumiu o Getúlio Vargas - golpe puro- pois ele havia sido derrotado nas eleições.

Julio Prestes, eleito pelo voto, nunca chegou a tomar posse em face da investidura de Getúlio. Que foi um ditador bonzinho com a classe trabalhadora.

Estes casos podemos rotular de golpes.

Numa análise mais ampla e livre, diria que a Proclamação da República foi um golpe de militares contra a monarquia. E a proclamação é comemorada com pompa e circunstancia.

Não estava fazendo apreciação da atuação dos inúmeros partidos (outra piada nacional). Destaquei o governo Dilma porque é deste que estamos tratando no momento.

E este governo tornou a corrupção programa default.

GUSMÃO disse...

Nossa Senhora da Penha!
Para vir ao pub é preciso estudar história política do país?

Jorge Carrano disse...

Caro Gusmão,
Vamos colocar assim. Um bate-papo é uma troca de conhecimentos, experiências e infirmações.

Só é interessante e enriquecedor quando os interlocutores têm o que trocar. Se um, ou dois, ou alguns não têm o que dar, então deixa de ser uma troca.

Vira um monólogo, ou um exibicionismo a depende da vaidade de quem detém o conhecimento, a informação ou a experiência.

Trocar ideias é dar e receber conceitos, vivências. Logo, ter um bom nível de informação é muito importante para diálogos, mesmo em torno de mesa de um pub ou de um bar.

E é importante num bate papo, ter a mente aberta para os argumentos e considerações do outro (s).



Carlos Frederico disse...

Ih, caras, isso pode ir longe. Abriu-se um leque imenso de assuntos para debate! Vou pegar alguns dos bondes que passaram...

1.
"Numa análise mais ampla e livre, diria que a Proclamação da República foi um golpe de militares contra a monarquia. E a proclamação é comemorada com pompa e circunstancia."

A história é sempre contada pelos vencedores, talvez por isso o golpe (aceito essa classificação) é comemorado. Hoje em dia, contudo, tenho minhas dúvidas. Na Inglaterra e Holanda, para citar algumas monarquias que resistem ao tempo, funciona. Talvez por serem parlamentaristas. O povo só precisa sustentar uma família (a real), ao invés de centenas ou milhares de políticos corruptos como é o caso do Brasil.

2.
"Destaquei o governo Dilma porque é deste que estamos tratando no momento."

Data venia, discordo. Estamos tratando tanto do governo Dilma (que tem grande chance matemática de voltar) como o de Michel Temer (que já começa a colocar os pés pelas mãos mal começou). São animais diferentes, concordo, mas ambos são tratados simultaneamente neste momento. A Lava-Jato que o diga...

3.
"... me referi a uma situação específica, amplamente divulgada, notória, do apoio explícito em manifestações públicas, dos Chicos Buarques, Ticos Santa Cruzes ..."

Data venia mais uma vez: argumento vazio. Estamos carecas (ao menos eu estou ficando - rs rs) de saber que abre-se um assunto no texto e logo se debate sobre outro na área de comentários. No caso, nem foi um afastamento tão grande assim. Meus comentários iniciais versaram sobre minha visão do comunismo e não apenas sobre a visão desses comunistas de luxo que existem por aí.

Gusmão, fica frio e toma mais um drink no Pub. É de graça.
Bom fim de semana a todos.
<:o)

GUSMÃO disse...

Freddy você esqueceu dos reis Felipe VI, da Espanha e Carlos XVI Gustavo, da Suécia.

Eu gostaria de viver numa monarquia parlamentarista. Nada tenho contra os Orleans e Bragança. Muito devemos à monarquia. Muitas das instituições e obras estão ai até hoje.

Riva disse...

Num país que se desconstruiu na oportunidade de se reconstruir, nada mais é possível.

Não há esperança quando mais de 50 milhões votam na reeleição de uma, no mínimo incompetente, leniente e usuária de antolhos. Isso para, por enquanto, não classificá-la como corrupta.

A maioria quer a baderna, o caixa 2, a bandalha, o tabuleiro de camelô na frente da loja de quem paga impostos e contrata funcionários. Quer o assalto, o assassinato e o estupro. Não quer escola, quer drogas e vida fácil, mesmo que seja bem curta. Quer o fisiologismo, o nepotismo e o cabide de empregos, a grana alheia fácil.

E tudo isso só se consegue com um presidencialismo de republiqueta de 4º mundo. O Brasil de hoje e do amanhã, o Brasil dos nossos filhos, netos, bisneos, etc. É uma questão de DNA.

Soltaram o cachorro no quintal em 86, de uma vez só, e o cachorro não pára de fazer cocô pela casa toda, porque nunca teve tanta liberdade para fazer merda impunemente.

Aki, na minha redoma, 21º no momento. Um cantinho escondido onde consigo não ver nada disso acima descrito. Só sabiás, música, livros, whisky e boas comidinhas.

Amanhã caio na real, volto ao Brasil verdadeiro.

PS: não aguento mais falar e ler sobre isso tudo. Qual será a tragédia dessa semana ?

Riva retornando à realidez disse...

Cheguei do Reino da Fantasia, onde tudo é BOM, tudo é para o BEM, dias de paz, leituras, boa música, sexo, beberagens, papo com amigos e novas amizades, violadas, caminhadas em áreas verdes, gastronomia de 1ª.

E vamos à realidade .... qual será a tragédia da semana ?

Amanhã, trabalho na Cidade Desgraçada, outrora Cidade Maravilhosa.



Jorge Carrano disse...

Outrora Distrito Federal, capital da república, onde nasci em 21 de abril de 1940, no bairro do Andaraí, ainda no tempo de Dondon.

Segundo um amigo que morava em São Paulo, apenas um belo layout. Cidade, metrópole mesmo era São Paulo.