19 de maio de 2016

As primeiras damas

Desde Maria Tereza Goulart não temos uma primeira dama, por  assim dizer, tão atraente.



A primeira-dama provisória, em exercício, veio suprir a lacuna.



Ela que já foi miss Paulinia (SP), agora não mais exibe sua plástica publicamente, senão em fotos tomadas em ângulos reveladores, como abaixo.






Carla Bruni-Zarkosy, antes de ser a primeira-dama francesa, foi modelo fotográfico e é cantora.





Carla Bruni

Grace Patricia Kelly, atriz premida com Oscar, foi a primeira-dama, ou melhor, Princesa de Mônaco.


Morreu tragicamente, em desastre de automóvel, como outra princesa popular,  a Diana, Princesa de Gales.


Grace Kelly

E tem uma outra representante da nobreza na Inglaterra, futura esposa de rei, que tem muito charme e simpatia. Trata-se de Catherine Elizabeth Middleton, duquesa de Cambridge.




3 comentários:

Carlos Frederico disse...

Sim, sim, mas a pergunta que não quer calar é como Temer consegue dar conta daquilo tudo!
<:o)

Ana Maria disse...

Parece que a maioria dos frequentadores do Pub da Bere encaram a mulher como objeto de adorno e teimam em ignorar nossas inúmeras qualidades.
No quesito "primeira-dama" não foram citadas grandes mulheres como Darcy Vargas, Sarah Kubitscheck e Ruth Cardoso.
A primeira, esposa de Getúlio Vargas, foi atuante nos programas de assistência social e criou entre outros a Casa do Pequeno Jornaleiro e a Legião Brasileira de Assistência.
Dona Sarah trabalhou ativamente na mesma área assistencial, fundando as Pioneiras Sociais, hospitais volantes e hospitais flutuantes( estes vindos da Alemanha). Com a morte de JK, viveu com pensão do ex-presidente em apto alugado na Capital, onde faleceu aos 87 anos.
Por último, Ruth Cardoso, casada com Fernando Henrique Cardoso por cerca de 55 anos, tendo em vista sua formação acadêmica, priorizou trabalhar com a promoção humana, criando a Comunidade Solidária que gerou os projetos de bolsa escola e vale gás, fundidos por Lula no Bolsa família.
No projeto inicial, o benefício seria temporário, enquanto os chefes da família se habilitassem para o trabalho ou superassem a situação de risco.
Este é o tipo de mulher que gostaria de ter como primeira-dama. As apenas bonitas entram na categoria alegoria.

Jorge Carrano disse...

Prefiro as mulheres bem-sucedidas no comando geral, como Margaret Thatcher e Angel Merkel, já que o quesito é competência e não charme e simpatia.