2 de dezembro de 2015

Balaio de maxixe

Como diria, se estivesse vivo, um tio meu, irmão de meu pai, avô do Rick que frequentou o blog durante um tempo e sumiu: "não troco esta briga nem por um balaio de maxixe".

O cenário não poderia ser melhor. Vivenciamos um duelo que pode decretar a morte política  dos dois contendores. Um embate do qual nenhum dos dois se salvará.

Nós seremos os grandes vencedores. Assim como Jefferson  nos possibilitou o mensalão, Cunha nos agraciará com o impeachment.

As estocadas de parte a parte ou, se preferirem, os movimentos no tabuleiro de xadrez (associação de ideias), na verdade são um presente de Natal para nós.

Simples assim!!!

O PT vota pela continuidade do processo contra Cunha, por quebra de decoro e eventual cassação do mandato. Cunha  revida com o acolhimento do pedido de impeachment.


Os dois estão certos.

14 comentários:

Jorge Carrano disse...

Leiam em:

http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/12/02/eduardo-cunha-impeachment.htm

http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/12/eduardo-cunha-informa-que-autorizou-processo-de-impeachment-de-dilma.html

Carlos Frederico disse...

Declaração da polícia americana sobre atentado em San Bernardino até parece a da polícia brasileira quando da busca de autores das chacinas. De momento, não sabem absolutamente nada! Parece que os caras conseguiram se evadir.
A expectativa, contudo, é que aos poucos indícios vão sendo colhidos de modo a poder focar melhor as investigações.
Não posso no entanto deixar de comparar com a nossa: a obrigação de dar um depoimento público os fez dizer nada frente às câmeras...

Carlos Frederico disse...

Cunha chutou a mesa e acabou com o jogo.
Tem carta voando pra todo lado!
A cada dia, a cada hora, pode acontecer algo a mais que faça a situação piorar. Se o governo conseguir segurar essa, vai ser fantástico (e amedrontador).

Pena que a meta fiscal foi aprovada antes, o que deu um alívio ao governo. Economicamente nada ouvi ainda de positivo. O desdobramento político é que deverá ditar os próximos passos de todos os setores.

Tensão total: torcida e apreensão lado a lado.

Jorge Carrano disse...

Dilma insiste em que o mandato legitimamente conquistado nas urnas, em eleições democráticas, não pode ser questionado.
Perguntamos nós: e o do Collor não foi?

Cada vez que ela fala mais aumenta minha convicção de que urge apeá-la do pode. Não está - nunca esteve - preparada para exercer a presidência da república.

Carlos Frederico disse...

Esse comentário sempre faço: Collor também foi democraticamente eleito e legalmente impedido (renunciou antes).
Avaliando as opiniões dos comentaristas, Dilma não será impedida. Há sim, que aproveitar o momento para bater nas outras frentes, especialmente a Lava-Jato.
Relembro que Dilma se arrisca bastante quando afirma que não tem nada que a desabone no passado. Ser terrorista é corriqueiro, na sua avaliação. Deve ter sido incluído em sua biografia como uma época de luta pela democracia (!!!).

Ana Maria disse...

Ainda tem o precesso na Justiça Eleitoral.

Jorge Carrano disse...

Bem lembrado Ana Maria. Será que daquele mato sai coelho?

Precisamos de bons perdigueiros.

Carlos Frederico disse...

E a gente pensa que essa coisa de fundar igreja evangélica para usufruir de benefícios é coisa só de brasileiros... Ledo engano! O fato a seguir acontece em Ohio/USA.

O cara era mafioso e se tornou religioso na prisão. Saiu, fundou uma igreja. Agora, com 60 anos e esposa de 44, resolveu casar com a namorada de 19 anos mas sem desfazer o casamento em vigor. Está construindo uma casa especial com duas alas separadas para acolher as duas esposas e já tem esquematizado o convívio íntimo com ambas.

Segundo a lei de sua igreja, apenas ele, o líder, pode ter mais de uma esposa. Os fiéis não.

Ah, se a moda pega...

Detalhes em:
http://blogs.oglobo.globo.com/pagenotfound/post/pastor-se-casa-com-namorada-com-bencao-da-esposa.html

Jorge Carrano disse...

Como explicar que duas pessoas que reciprocamente se acusam de mentirosas podem estar falando a verdade?

Carlos Frederico disse...

Ambas mentem.
Todos sabem.
Contudo a justiça tem meandros que permitem que ambas se safem, sob olhar estarrecido da nação.

Jorge Carrano disse...

Bolsa em alta acentuada e dólar em queda consistente.
São os efeitos do impeachment.
Sempre afirmei que apeado o PT do poder as forças do mercado se encarregarão de recuperar a economia.
A euforia com a possibilidade de impedimento de Dilma fez com que os agentes econômicos reagissem.
Ao contrário do que diz Lula que "é uma insanidade e prejudicial" para o país o impeachment da presidente.

Jorge Carrano disse...


Acessem:

http://g1.globo.com/economia/mercados/noticia/2015/12/bovespa-fecha-em-forte-alta-com-abertura-de-impeachment.html

Riva disse...

Ainda não estou eufórico, e explico ...

- isso pode se arrastar por meses, muitos meses. E enquanto isso, o Brasil fica parado, com inflação subindo (APAVORANTE A IDÉIA), desemprego, sem investimentos de fora e de dentro. E nesse cenário, aumenta a violência e insegurança pública.

- se o processo findar antes de 2 anos, novas eleições. A situação ideal. Embora venham mais ratazanas, mas que sejam menos vorazes.

- se o processo findar em 2017, Temer assume ..... um banana !

A solução passa por uma parceria com Papai do Céu, levando uma grande parte dessa corja para os quintos do inferno, tirando esses abutres e ratazanas do nosso convívio. Mas Papai do Céu parece que nos abandonou .....

Jesus, com certeza, já se arrependeu de ter morrido na cruz por essa raça desgraçada !

VIVA A NATUREZA E OS ANIMAIS !!

Carlos Frederico disse...

Realidade após deslumbramento:

http://oglobo.globo.com/economia/negocios/bolsa-cai-22-um-dia-apos-pregao-de-euforia-com-impeachment-18217358