30 de abril de 2016

Se a moda pega vai ser um "Deus nos acuda"

Já pensarem se pega a moda da delação premiada? E a coisa descamba para o chantagem , o estelionato?

Nem vou falar de notórios e históricos delatores, traidores, ou especialistas em vazamentos, como Julian Assange, e traidores da pátria e violadores de segredos de estado, como Edward Snowden (ex-integrante da CIA).

Deixemos também  onde estão Judas e Silvério dos Reis, que fosse por dinheiro, fosse por ideologia são traidores da mesma forma.

Fico imaginando os padres das décadas de 40 e 50, do século XX, fazendo acordo de colaboração premiada aceitando confessar quais foram as fiéis da sua igreja (e infiéis no matrimônio) que ele papou.

Quantas levantadas de batinas e expressões de prazer e medo do pecado: SURPRESA!!!

E nos confessionários, quantas traições não foram admitidas, para obter perdão,  paga a penitência?

O padre poderia até mesmo, quem sabe, fazer chantagem, tipo, "olha, isso pode ficar entre nós, mas se não der para mim também todo mundo vai saber".




Desde que aos - sei lá - 12 ou 13 anos, para fazer comunhão tive que revelar para o pároco que me masturbava (era pecado para a igreja, porquanto tive que rezar vários pais nossos), nunca mais confessei nada.

E os analistas (psicanalistas e que tais) que até mesmo já dispõem de um conveniente  e confortável sofá para confortar a lânguida cliente mal amada. Se ele resolve apelar e diz ter a receita para o mal que a aflige? Um típico 171?


Outro personagem que teria muito a delatar, com premiação ou não, seria o porteiro do motel mais conhecido da cidade. "Caramba! Até a dona Santinha?" 



Ela caiu na lábia do Zé "bico doce", que já papara a filha e agora estava traçando a mãe beata. O porteiro pensaria com seus botões: "quem diria, hein!? Ah! se o Dirceu barbeiro fica sabendo. Na próxima barba do Bico Doce ele deixaria a navalha escorregar."

Se um advogado fizesse acordo de delação premiada, quantas decepções entre sócios, irmãos, e marido e mulher, não ocorreriam. E se partisse para a  chantagem?



Muitas vezes, mesmo, os bastidores de alguns casos judiciais, se revelados em detalhes levariam a que muitas reputações ficassem maculadas.

Muitas rusgas, muitas brigas aconteceriam se alguns advogados abrissem seus bicos. O escritório de advocacia  é como um confessionário e as conversas com clientes gozam da proteção do sigilo.

Nas varas de família, muitos dos segredos profissionais tangenciam o deprimente, o degradante. O ser humano, Millôr tinha razão, não seu certo.

Muita patifaria tem o caminho asfaltado num escritório de advocacia. Pensei, mas não vou admitir, que um triplex ou sítio que migrou de um patrimônio para outro foi prestidigitação de bacharel.

Notas do autor/editor: todas as excelente charges estão no Google. A que se refere a advogado bandido deu panos para manga, com protestos  da OAB. Mas, cá entre nós, não seria melhor a entidade fazer triagem mais rigorosa e selecionar com mais critério os filiados, ao invés de criticar o Chico (chargista)?

16 comentários:

GUSMÃO disse...

Espero não ter revelado nada comprometedor enquanto seu cliente (he he he he).

De qualquer modo desmentirei, direi que tudo foi legal e aprovado pelo TSE e pelo TCU.

Aquela conta de motel, na Barra da Tijuca, foi emergência de um dia que o MST fechou a Dutra, reivindicando usar o campinho do Chico Buarque na reforma agrária e não conseguia chegar em casa.

Cansado, fui dar uma deitadinha rápida. Só isso, o resto seria golpe da oposição.

Psssssiu!

Jorge Carrano disse...

Pô, Gusmão, acabo de sentar diante do Compaq - Presario CQ43 - para rabiscar (rascunhar) alguma coisa para publicar no blog e chega o teu email pedindo arrego.

Tem negociação, me liga mais tarde.

Riva disse...

"Deitadinha rápida" ?? Hmmmmmm rsrsrs

Jorge Carrano disse...

KKKKKKKKKK
Foi boa mesmo. Bem sutil, Gusmão.

Riva disse...

Zum Zum Zum no TWITTER essa manhã sobre iminente prisão do molusco ....

http://pensabrasil.com/grande-movimentacao-em-brasilia-deixam-jornalistas-em-alerta-lula-sera-preso/

Será ?

Jorge Carrano disse...

Folha de São Paulo de ontem:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1748490-ministerio-publico-de-sp-pede-prisao-de-lula-em-caso-de-triplex.shtml

Jorge Carrano disse...

Perdão, Folha de hoje, dia 30 de abril.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1748490-ministerio-publico-de-sp-pede-prisao-de-lula-em-caso-de-triplex.shtml

Carlos Frederico disse...

O site "pensabrasil" é sofrível, erros de português abundam.
Quanto à Folha.uol comentários aqui e ali apontam fragilidade legal nos argumentos para prisão. Sou leigo mas confesso que também achei fraca a base usada.
É a velha história: a culpa está clara como água, mas o que se alega não atende ao rigor exigido pelas leis brasileiras. Como se não bastasse, o corpo jurídico que defende molusco e anta é de primeira.

Jorge Carrano disse...

No MP Federal o buraco é mais embaixo. E lá ainda falta um pouco para pega-lo de jeito.

Um dia, não tenho dúvida, o molusco vai pagar. Posso até não assistir daqui, mas lá no CÉU, onde estarei certamente (rsrsrs), estarei vibrando.

Ana Maria disse...

Interessante no caso da delação premiada é que só se observa um dos lados. O do delator.
Este, supostamente arrependido dos "deslizes" resolve dedurar pra "otoridade" que foi o comparsa que mandou, ou começou o mal feito. Dispõe-se a provar (condição indispensável)e devolver (parte) o fruto da rapina. Confessou seu erro e se dispôs a colaborar.
Não se aplica neste caso a fofoca de profissional que obteve a informação no exercício de seu trabalho. Este está apenas difamando e fica sujeito as leis correspondentes.
O outro lado é o delatado. Aquele que planejou, articulou, aliciou e se beneficiou direta ou indiretamente a maior parte dos valores desvios através dos atos ilícitos.
Concluindo. Eu diria para o delatado: Perdeu playboy. Não soube escolher os comparsas e se deu mal.
Ao delator eu falaria: deixe de cair na conversa de pessoas não confiáveis. Ser honesto é o maior barato.

GUSMÃO disse...

Falou e disse, dona Ana Maria.

Jorge Carrano disse...

Por isso, entre outras coisas, que "dona" Ana Maria tem lugar cativo no Pub da Berê, caro Gusmão.

Assim como o Tom Jobim, na Plataforma.

A propósito quem sabe se a churrascaria localizada no Leblon ainda está em funcionamento?

Riva disse...

Ia fazer um post sobre Cegos & Surdos, porque quase fui atropelado pelo VLT em testes na av. Rio Branco.

Ele anda super silencioso, sem nenhuma sinalização visual ou sonora (som muito baixo). Ia ficar famoso - o 1º cidadão a ser atropelado pelo VLT. No BRT não tem mais graça ..... é só desgraça.

Mas desisti de escrever .... é tanta coisa ruim ! Queria escrever sobre assuntos legais, coisas que nos dão prazer, alegria, mas não consegui.

Sorry, periferia .... rsrs

Jorge Carrano disse...

Do Ricardo Noblat:

"A Lava-Jato dispõe de indícios e provas suficientes para prender Lula por obstrução da Justiça, ocultação de bens em nomes de terceiros e recebimento de dinheiro por palestras que não fez. Lula só não foi preso ainda porque o Supremo Tribunal Federal avocou a responsabilidade de decidir o futuro dele, uma vez que Dilma o havia nomeado ministro. Em breve, pode mandar prendê-lo. Ou deixar que o juiz Sérgio Moro o faça."

Carlos Frederico disse...

Sobre cegos & surdos, a coisa vai piorar mesmo quando a utilização de carros elétricos se tornar corriqueira. Eles também não fazem ruído algum...

Imaginem a combinação de veículos elétricos com "zumbis digitais". Vai ser uma carnificina!

Pra quem não sabe, cunharam as pessoas que vagam pelas calçadas e ruas operando seus smartphones sem olhar por onde andam de zumbis digitais. Achei perfeito. Até conheço alguns...

Jorge Carrano disse...

Los hermanos estão trilhando o mesmo caminho:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016/05/1768537-policia-de-buenos-aires-faz-buscas-em-apartamentos-de-cristina-kirchner.shtml