12 de julho de 2016

A "Dama de Ferro" feita em bronze

Margareth Thatcher, cognominada "Dama de Ferro" (Iron Lady), agora numa estátua feita em bronze, no Palácio do Parlamento (Palace of Westminster).




Maggie, a Baronesa Thatcher, foi Primeira-Ministra do Reino Unido durante 11 anos.

Nesta próxima quarta-feira, portanto amanhã, os britânicos terão outra mulher (a segunda na história) conduzindo seus destinos, no cargo de Premier, ocupando o  nº 10, da Downing Street.


Como admirador do povo e com imenso respeito pela história da Inglaterra, espero que tenha um mandato profícuo e duradouro como o de Mrs. Thatcher, que foi muito bem-sucedida em sua missão.

Trata-se de Theresa May, que deverá assumir após a confirmação da renúncia de David Cameron decorrente de seu descontentamento com o Brexit. Com o resultado do referendo, já que sua opção era pela permanência do UK na UE.

May prometeu fazer uma bela limonada com o limão que está recebendo, transformando em êxito a saída do Reino Unido.


Theresa May

Margareth Thatcher
Rainha Elizabeth recebe Theresa May no Palácio de Buckingham, a quem convida para ser primeira-ministra do Reino Unido .

Nota do editor: esta última foto foi acrescentada ao post hoje, dia 13 de julho, após a renúncia de David Cameron, muito aplaudido em sua despedida no Parlamento.

Esse formalismo, esse protocolo me encanta. 

7 comentários:

Jorge Carrano disse...

Minhas homenagens póstumas a Thatcher e votos de sucesso para May.

Nada contra a UE, mas reunir e tratar iguais desiguais só com milagre daria acerto.

Interesses comerciais a parte, que se resolvem com acordos bilaterais (caso a caso), os caras não falam a mesma língua, não têm a mesma religião, regimes de governo diferentes e modus vivendi distintos.

Não demora outras dissidências se abrirão e novos abandonos ocorrerão.

Lamento que não conservei as sobras de marcos, francos, liras e pesetas.

Carlos Frederico disse...

Aproveitando frase do Carrano:
Nada contra os eleitores do binômio Lula/Dilma, mas ao reunir e tratar iguais desiguais no Brasil só com milagre dará certo.

Jorge Carrano disse...




Rsrsrsrs

Você me despertou, Carlos, para o fato de que minha frase está empastelada, comi palavras.

A frase correta seria "Nada contra a UE, mas reunir e tratar como iguais povos desiguais, só com milagre daria certo".

Por causa daquele conceito que prescreve tratar desigualmente os desiguais. Em contraposição ao "todos são iguais perante a lei".

Obrigado!

GUSMÃO disse...

Também me atrapalho as vezes. Penso e não escrevo porque o pensamento é mais rápido dos que meus dedos no teclado (he he he he).

Jorge Carrano disse...

Finalmente a República do Kosovo, ex-parte integrante da Servia, da qual declarou independência, ainda não reconhecida por vários países, finalmente foi admitida na UEFA e na FIFA, como país integrante e poderá, portanto, se classificada, disputar a próxima copa do mundo.

Jorge Carrano disse...

Aguarda-se com viva ansiedade a eleição do novo presidente da Câmara dos Deputados, que será o primeiro substituto do presidente em caso de afastamento.

E terá a incumbência de presidir a sessão de julgamento de Cunha.

Jorge Carrano disse...

A piada é velha, e eu mesmo já a utilizei no blog, mas é irresistível. O que será que a rainha Elizabeth carrega na bolsa que tem sempre pendurada em sua braço em cerimônias oficiais?
Seriam as chaves do Palácio de Buckingham? Ou do Castelo de Windsor?
Não, absorvente higiênico por certo não será. Um smartphone para fazer selfies com o bisneto George, futuro rei George VII do Reino Unido?